GESTÃO ESCOLAR

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

GESTÃO ESCOLAR

Mensagem  paulohtfranco em Qui 26 Jun 2008, 14:35

Prezados, a gestão escolar deveria ser compreendida se forma mais lógica e profissional.
É certo que todos os empreendimentos investe um determinado valor para conseguir seu objetivo principal, que é atender as necessidades dos seus clientes, e por seguinte com o reconhecimento do seu cliente, conseguirá auferir excelente resultado e conseguir retorno financeiro do seu investimento inicial.

A Gestão Escolar também poderá ter este foco, com determinado orçamento, seu gestor ira direcionar seus recursos e por seguinte tentar atingir seus objetivos com retorno esperado, muitas vezes, se não financeiro, neste caso com reconhecimento dos resultados obtidos pelos seus alunos e colaboradores.

Paulo Herminson Thiene Franco
avatar
paulohtfranco

Número de Mensagens : 15
Membro : Paulo Heminson Thiene Franco
Data de inscrição : 24/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta Gestão Escolar

Mensagem  luiztropical em Qui 26 Jun 2008, 14:47

Também penso desta forma, embora vemos que os interesses quando diz respeito a educação tende a ter uma postura um pouco diferente. Você fala de atender as necessidades de seus clientes, e no nosso caso em muitas vezes este cliente poderá não dar resultados aos interesses políticos. Se investir "muito" nos clientes, se diminuir o analfabetismo, se investir nas escolas, nos gestores, poderá não ser a melhor idéia do ponto de vista dos interesses. "Podar" pode ser a melhor alternativa - com orçamentos enxutos, morosidade, justificativas dentre outros. Infelizmente é este o retrato que vejo e penso em torno da educação pública.
avatar
luiztropical

Número de Mensagens : 7
Membro : Luiz Carlos da Silva
Data de inscrição : 24/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gestão Escolar

Mensagem  maura_farias em Qui 26 Jun 2008, 20:57

Os anos 80 foram marcados por grandes manifestações de luta dos trabalhadores brasileiros. Na área da educação, tais manifestações tiveram como eixo as mudanças na gestão e na organização e a valorização do magistério como profissão. No início da década de 90 os planos de reformas educacionais foram cogitados, mas não passaram de tentativas que ficaram no papel. E, no final da década vem a "saída" para a recuperação da legitimidade burocrática com a administração pública gerencial, caracterizada pela descentralização de atribuições e poderes. Como consequências temos a autonomia para as escolas, muitas rotinas administrativas, enfim, a sobrecarga de trabalho e a ampliação das responsabilidades. Os profissionais em exercício de direção tem sofrido essa sobrecarga de trabalho e demonstram não ter, na sua grande maioria, controle sobre seu tempo, trabalhando sem planejamento, tentando responder ao imediatismo das demandas que lhe são apresentadas e, além disso os mesmos manifestam certa impotência diante das mudanças ocorridas, por não conseguirem responder às exigências trazidas pela nova legislação, aos prazos impostos e às demandas requeridas por uma comunidade mais atenta e participativa.

maura_farias

Número de Mensagens : 4
Membro : Maura Ap. de Farias
Data de inscrição : 24/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gestão Escolar

Mensagem  zagodanila em Qui 26 Jun 2008, 22:15

Hoje vejo a gestão escolar como um sistema que muitas vezes pode ou não tormar medidas importantes, para atender as principais exigências da atualidade, que seria formar cidadãos, que nem sempre são pensantes e sim mão de obra, devido as políticas publicas empregada na nossa escola.

zagodanila

Número de Mensagens : 9
Idade : 35
Membro : Danila Zago
Data de inscrição : 24/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gestão Escolar

Mensagem  elainegrola em Qui 26 Jun 2008, 23:00



Gestão Escolar



Em relação a descentralização da educação, entendo que esta quando surgiu para ser implantada em meados dos anos 90, tento acreditar que o pensamento da época era bem diferente do que acontece nos dias atuais, visto que o que houve na verdade foi apenas uma transferência de responsabilidades, e nada foi pensado no tocante a qualidade da educação, uma vez quando falamos em transferência de responsabilidade, esta se falando em verbas/dinheiro.

Peguemos por exemplo o ensino fundamental que antes da descentralização era de responsabilidade do Estado, ou seja, imaginasse,ensino igualitário para todo o Estado. Porém isso não é mais absoluto, ou melhor, nem se pode imaginar que os ensinos fundamentais, hoje de responsabilidade dos Municípios possam ser iguais em todos estes, isso é claro por que questões simples, como já dito anteriormente verbas publicas, dinheiro.

Mesmo após as mudanças na organização da gestão escolar, esta nada mudou no tocante as pessoas que continuam trabalhando, cumprindo seus horários e recebendo seus salários. Porém, mais organizada quando se tem pessoas preparadas para organiza-las com competência administrativa e perfil profissional para exercer respectivo cargo ou função dentro desses estabelecimentos.

Entendo que todos os diretores de escolas devem ou pelo menos deveriam ter uma formação especifica para exercer tal função, além disso, devem ter também perfil para exercer mencionado cargo.

Merece destaque o fato que não basta possuir um ou outro, mais sim os dois requisitos, pois o que adiantariam termos um Mestre como diretor se este não é aceito no mundo escolar, ou uma pessoa extremamente querida no meio, mas sem qualquer formação especifica apropriada para exercer o cargo de direção.

Tais requisitos acreditam-se ser indispensáveis no modelo atual implantado pela descentralização, pois se quer diretores com competência no âmbito do ensino e também no âmbito político, esse em destaque com as eleições para o cargo, que por sinal é uma vitória para a democracia poder escolher um diretor de escola.

O lado negativo disso, é que muitos pais não dão a mínima para a vida escolar, mas quando em época de eleição aquele candidato aparece tal qual qualquer outro candidato a cargo publico, ou seja, todo sorridente e feliz e aqueles pais que sequer sabe como andas a escola “votam” por apenas um sorriso.

Bibliografia sugerida:

Acácia Kuenzer, Conhecimento e Competências no Trabalho e na Escola, Boletim Técnico do SENAC, Vol. 28,n.2 maio/agosto de 2002, Rio de Janeiro.

Pessoal, participem, dêem suas opiniões.

Elaine Janette Pedroso.

elainegrola

Número de Mensagens : 6
Idade : 46
Membro : Elaine Janette Pedroso
Data de inscrição : 26/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gestão Escolar

Mensagem  mateusricas em Qui 26 Jun 2008, 23:24

Concordo em com vocês meus amigos, mas acredito que embora tudo o que se diz a respeito do que seria a Gestão Escolhar "ideal", nós acabamos nos tornando refens do sistema, nós que também fazemos parte do sistema, sentimos na pele, o que é nos virarmos para atender o nosso "cliente" citado pelo amigo Prof. Paulo, entendo que entre o ideal e a realidade os gestores estão de parabens, mas estamos muito aquem de onde precisamos chegar.

at. Prof. Mateus
avatar
mateusricas

Número de Mensagens : 5
Membro : Mateus Ricas
Data de inscrição : 24/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

GESTÃO ESCOLAR

Mensagem  Fernando Cézar em Sex 27 Jun 2008, 21:44

Penso eu que a Gestão Escolar deveria ter planos concretos atingíveis e não em alguns casos metas utópicas, afinal se queremos um produto adequado ao mercado ou uma educação de qualidade é preciso traças planos e metas bem objetivas com passos bem pensados, não querendo é claro transformar a escola em uma linha de montagem industrial, afinal nosso produto (alunos) tem que ser conduzidos e não dirigidos sempre mostrando que o conhecimento muda a vida das pessoas e não os domina, os gestores (diretores) necessitam de experiências dentro e fora das escolas, tendo contado com o mundo do trabalho, comércio e industria e não somente a visões pedagógicas, claro que a pedagogia é muito importante porém não é a solução a tudo, afinal o mundo não gira em torno da escola, a escola faz parte do mundo.
avatar
Fernando Cézar

Número de Mensagens : 8
Idade : 42
Membro : Fernando Cézar de Oliveira
Data de inscrição : 24/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

GESTÃO ESCOLAR

Mensagem  amado em Sab 28 Jun 2008, 21:21

A Gestão Escolar na cabeça de alguns Gestores (diretores) é simplesmente um Gesto bem grandão da Escola. Pois continuam na mesma forma de Administrar a Escola, fazendo jogos políticos que nada tem a ver com a educação. Exemplo são os Coordenadores de algumas escolas, despreparados e fora da área do Curso e que só se mantêm por serem amigos do Gestor da Escola. Assim não dá. (como dizia o Ex-Presidente Fernando Henrique). A Gestão Democratica da Escola, está longe do ideal. Existem em algumas Escolas, mas não funcionam como deveriam. Então o que se deve fazer é, com muita paciência e inteligência tentar reverter essa situação, sem usar de politica suja, mas com bastante determinação.

amado

Número de Mensagens : 6
Idade : 66
Localização : Av Tiradentes, 116 ap. 401 Maringá PR
Membro : Francisco Vieira Amado
Data de inscrição : 24/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

gestão escolar

Mensagem  wagnerborghi em Dom 29 Jun 2008, 19:53

Amado

Nunca ninguém havia descrito a Gestão escolar que ocorre na maioria das escolas de maneira tão simples.
Infelizmente, o jogo politico faz com que isso ocorra. Concordo plenamente em genêro, grau e número.

wagnerborghi

Número de Mensagens : 8
Membro : Wagner Antonio Borghi
Data de inscrição : 03/06/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: GESTÃO ESCOLAR

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum